De acordo com a Organização Mundial de Saúde, os fatores psicossociais no trabalho influenciam a saúde e bem-estar do indivíduo e do grupo (família, empresa e núcleo social). Incluem aspetos sociais (ex. formas de interação), aspetos culturais (ex. formas de resolução de conflitos) e aspetos psicológicos (ex. atitudes e traços comportamentais). Estes fatores influenciam ainda o desempenho económico e financeiro das empresas.

As novas formas de trabalho e de vida e o esforço contínuo de adaptação, decorrentes da Pandemia COVID-19, provocam atualmente uma maior expressão dos riscos psicossociais. Para este agravamento contribuem essencialmente: o isolamento social, resultante do confinamento obrigatório, e o teletrabalho.

Fatores indutores de riscos psicossociais mais expressivos:
• O isolamento social responsável pela degradação das relações sociais, familiares e profissionais;
• Alteração dos ritmos e cargas de trabalho, devido a situações de Lay-off, por exemplo.
• Elevadas exigências, consequentes da utilização de novos métodos e ferramentas de trabalho.
• Quebra da barreira entre a vida profissional e da vida familiar e sensação de invasão de privacidade.
• Stress, ansiedade e angústia devido à incerteza na manutenção de postos de trabalho e da continuidade dos negócios.

É fundamental identificar os fatores de risco psicossocial, avaliar os riscos e implementar medidas para minimizar o seu impacto na saúde e bem-estar dos trabalhadores e das empresas.

A EnviEstudos está disponível para avaliar os riscos psicossociais na sua empresa, considerando o contexto atual e, de forma simples, através de um questionário online. Queremos trabalhar consigo, fornecendo-lhe todos os dados pertinentes para a gestão eficaz destes riscos, com vista à melhoria da saúde e segurança dos trabalhadores.

[email protected]