Relatórios de Sustentabilidade

O propósito de uma empresa na sociedade está em constante evolução, assim como as expetativas sobre o conteúdo da informação por si disponibilizada ao público, sendo que a área da sustentabilidade, com os desafios atuais, tem ganho uma expressão cada vez mais significativa.

Os relatórios de sustentabilidade constituem uma ferramenta de reporte que visa comunicar a abordagem estratégica e operacional nas vertentes económicas, social e ambiental, e a performance obtida, consubstanciada em indicadores, metas e iniciativas decorrentes da política de sustentabilidade das organizações.

Elaborar relatórios de sustentabilidade consiste, no fundo, em medir, divulgar e prestar contas, às várias partes interessadas sobre o desempenho em termos económicos, sociais e ambientais.

Estes relatórios podem ser sujeitos a verificação independente, elaborados por entidade externa, consiste numa avaliação que permite a confirmação das informações reportadas de modo a aumentar a confiança e credibilidade dos mesmos. Como resultado desta verificação é emitida declaração de Avaliação Independente.
Dentre as vantagens de efetuar uma verificação independente de relatórios de sustentabilidade estão:
• Melhorar o desempenho operacional e de gestão;
• Ganhar a confiança de investidores, instituições;
• Melhorar a reputação;
• Cumprir com exigências externas e/ou internas;
• Aumentar o controlo sobre informação ambiental;
• Entre outros.

É ainda de salientar que a Comissão Europeia publicou, a 21 de abril de 2021, uma proposta de Diretiva sobre o Reporte de Sustentabilidade Corporativo, que exige que todas as empresas partilhem informação não financeira de forma mais direcionada, fiável e facilmente acessível, de modo a suportar a tomada de decisões sustentáveis. Esta proposta de diretiva exige que os estados-membros transponham os artigos 1.º a 3.º da diretiva até 1 de dezembro de 2022 e assegurem que as disposições se aplicam às empresas no exercício que se inicia em 1 de janeiro de 2023 ou durante o ano civil de 2023.

Esta proposta de Diretiva visa aumentar o âmbito de obrigatoriedade de relato não financeiro para todas as grandes empresas, incluindo também as PMEs que são cotadas em bolsa, ficando apenas excluídas as PME não cotadas em bolsa e as micro empresas.

A EnviEstudos dispõe da experiência e conhecimento necessário para dar apoio às organizações tanto na elaboração dos relatórios de sustentabilidade como dispõe de competências para efetuar a verificação independente dos mesmos.

Para mais informações: EnviEstudos@EnviEstudos.com

Partilhe este post:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Este website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar no website concorda com a nossa Política de Privacidade e Cookies.